Muffins de Aveia, Pêra e... {estranho e rastejante} Kefir


{scroll down for english version}

Dos inúmeros aspetos positivos que o Kefir abarca, tenho de dizer que ver as reações das pessoas ao pequeno organismo é, talvez, aquele que  mais me fascina.
O homem lá de casa quase fica verde e prefere ir embora da cozinha quando estou a trocar a ‘cama’ ao dito cujo, já a minha mãe olha para mim com uns olhos esbugalhados e uma cara de ai-o-que-esta-rapariga-me-inventa. E eu até posso reconhecer que explicar o que estes grãos são se revela tarefa inglória porque, convenhamos… algo que cresce e se multiplica qual bactéria a olhos vistos pode parecer coisa de gente doida.



E isso não vai sair daí a rastejar?! – pergunta a minha mãe, depois de lhe dizer que o Kefir é um bichinho que se multiplica e que come a lactose do leite. "OK mãe, pronto... não é um bichinho, é mais como uma planta. E para que conste não tem patinhas!"




Demorei a encontrá-lo e, depois de anos a comprar o iogurte de kefir {numa superfície caríssima que não direi o nome mas cujos donos são nuestros hermanos}, eis que uma alma caridosa, a simpática Vera, me cedeu um pouco para que finalmente eu própria possa cultivar o meu. Inspirei-me nas dicas que ela ensina no seu blog, e fiz algumas pesquisas que me ensinaram mais uma ou outra coisa.

Uma delas e aquela que achei interessante partilhar é a dica da segunda fermentação. Eu gosto do iogurte mais espesso e menos liquido e a verdade é que com a fermentação usual dos grãos, o preparado obtido é mais semelhante a um iogurte liquido do que propriamente a um sólido. Poderia deixar mais tempo a fermentar mas, proporcionalmente aumentaria também a acidez do sabor o que pode tornar-se mais desagradável.
Assim, o que eu aprendi a fazer e que tem resultado maravilhosamente é, após coar o iogurte de kefir depois do período normal (agora com o tempo frio tenho deixado cerca de 24 a 36 horas), colocar o iogurte num recipiente tapado e deixar fermentar sozinho por mais algumas horas (tenho deixado por 24h). Nesta segunda fermentação poderá acrescentar-se aromas tais como uma vagem de baunilha, casca de laranja, alfazema ou até umas ameixas secas.  O resultado… fantástico.




E claro está com este iogurte especial a imaginação é ilimitada. Com granola para mim, em papa de frutinha e bolacha para o pequeno terrorista e até nuns muffins saudáveis para a senhora minha mãe – assegurando-lhe que não sairá nada a rastejar deles – os grãos têm correspondido às minhas expetativas. 


Ingredientes

  • 100gr farinha
  • 80gr farinha integral
  • 2 c. chá de fermento em pó
  • 1 c. chá de bicarbonato de sódio
  • 50gr de flocos de aveia
  • 130gr de açucar mascavado
  • 130gr iogurte natural (magro)
  • 100gr iogurte de kefir (pode ser substituído pela mesma quantidade de iogurte ou leite)
  • 1 ovo
  • 50ml de azeite
  • 100ml leite magro
  • 1 pêra, descascada e partida em cubos + 1 pêra fatiada
  • 1 punhado de nozes
 

Preparação

1. Pré-aquecer o forno a 180ºC e preparar um tabuleiro de muffins

2. Colocar no copo da bimby todos os ingredientes, à exceção da pêra e nozes, e misturar bem durante alguns segundos na velocidade 4-5.

3. Juntar a pêra partida em cubos a as nozes grosseiramente picadas e envolver bem com uma colher grande.

4. Distribuir o preparado pelos recipientes de muffins e levar ao forno por cerca de 25 minutos. Deixar arrefecer numa grelha antes de servir.


 Bom apetite, Su



Pear, Oats and ... {strange and crawling} Kefir... Muffins 

Of the numerous positive aspects that embraces Kefir, I have to say that seeing people's reactions to the small organism is perhaps the one that fascinates me the most.
The man of the house turns green and prefers to leave the kitchen when I'm changing the 'bed' to the thing, as for my mother she looks at me with bulging eyes and a face of oh-the-stuff-this-girl-comes-up-with. And I can even admit that explain what these grains are reveals as an uphill task because, let’s face it ... something that grows and multiplies like a bacteria may seem a crazy people thing.

Isn't that going to crawl out of there?! - My mother asks, after explaining that Kefir is a little bug that multiplies and eats lactose from milk. “Ok mom, really... it's not a bug, it's mor like a plant. And for the record it has no little paws!

It took me a while to find it and, after years of buying yogurt kefir {very expensive on a surface that I will not name but whose owners are nuestros hermanos}, a kind soul, the friendly Vera, gave me a bit so finally I can grow my own. I was inspired by the tips she teaches in her blog, and I also did some research which taught me a thing or two more.

One that I found interesting and want to share with you is the tip of the second fermentation. I like the yoghurt thicker, less fluid and the truth is that with the usual fermentation of grains, the product obtained is more like a liquid than solid yogurt itself. You could leave more time to ferment, but that would also proportionately increase the acidity of the flavor which can become unpleasant.
So what I learned to do and that has resulted wonderfully is after straining yogurt kefir after the normal period (now with the cold weather I have left about 24 to 36 hours), place the yogurt in a covered bowl and let ferment alone for a few hours more (I left for 24 hours). In this second fermentation you can add a flavor such as a vanilla bean, orange peel, lavender or even a few prunes. The result ..fantastic.

And of course with this particular yogurt,  imagination is unlimited. With granola for me, with blended fruit and biscuits for the little terrorist and even in some healthy muffins for my lady mother - ensuring that nothing will come crawling from them - these grains have responded to my expectations.

Ingredients:

  • 100g plain flour 
  • 80g wholemeal flour
  • 2 teaspoons baking powder
  • 1 teaspoon baking soda
  • 50g rolled oats
  • 130g brown sugar
  • 130g plain yoghurt (low fat)
  • 100g kefir yogurt ( can be substituted by an equal ammount of yogurt or milk)
  • 1 egg
  • 50ml olive oil
  • 100ml skim milk
  • 1 pear, peeled and chopped into small cubes + 1 sliced pear
  • 1 handfull of walnuts
 

Method

1. Preheat the oven to 180C and prepare a cup muffin tin.

2. Mix flour, baking powder, baking soda, oats, walnuts and sugar together.

3. Whisk the wet ingredients in a separate bowl and then add to the dry ingredients and fold with a large spoon to combine. Add pear and walnust chopped.

5. Spoon the batter in to the cups and bake for about 25 minutes. Leave to cool on a wire rack before serving.


 Bom apetite, Su

23 comentários:

  1. Olá Su
    Gosto muito de muffins de pêra, por isso esta receita terá por aqui uma replicação, mas sem kefir :) Vou usar iogurte grego.
    As fotos estão espantosas.
    Boa semana!
    Guida

    ResponderEliminar
  2. Sabes que muffins e eu, eu e muffins... É um amor louco :D Ando muito curiosa em relação ao kefir, também queria muito experimentar...

    Beijinhos e tem uma óptima semana! :)

    ResponderEliminar
  3. Que muffins mimosos, adorei a apresentação ficaram lindos com a pêra por cima, e o sabor deve ser delicioso :) Quanto ao kéfir nunca experimentei, mas está espalhado pela blogosfera, um dia aventuro-me :)

    Beijinhos,
    Joana

    ResponderEliminar
  4. à muitos muitos anos a minha mãe teve kefir. nao sei o que lhe aconteceu! e agora, tantos anos depois também me rendi aos comentários da blogosfera sobre o kefir :) e já tenho uma alma caridosa que me vai doar :) vou guardar esta receita para fazer :) beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Estou perdida de riso... As mães sao todas iguais :-)

    ResponderEliminar
  6. Hummmmmm....com ou sem Kefir estes muffins devem ser dos Deuses!

    ResponderEliminar
  7. Querida Su,

    os muffins estão lindos... só n me convences com o keffir :P

    Um abraço enorme

    Sara

    ResponderEliminar
  8. Muffins são bons ponto final:) E esses não devem fugir à regra:) bj!

    ResponderEliminar
  9. :) A minha mãe tb teve em casa e andou tempos a fazer e a minha reacção era um pouco na onda do teu marido.. provei e não gostei! MAs quem sabe uma segunda oportunidade por aí virá! beijos e fotos lindas como sempre

    ResponderEliminar
  10. oooohhh, então já não precisas do meu kefir... pronto, quando tiver a cultura pronta posso cedê-lo a outra pessoa... (demoro bastante a crescê-lo pois deixo a fermentar no frigorífico, de modo que tudo se processa mais lentamente)

    Gosto do meu kefir espesso e normalmente, depois de retirar os grãos, deixo-o a fermentar mais 24h e retiro-lhe o soro (que pode ser congelado e guardado para depois ser utilizado em pão, por exemplo) para obter uma consistência de iogurte. A forma como gosto mais é em batidos de fruta e cereais, mas de vez em quando apetece-me saboreá-lo simples.

    Ao início o Vel tinha um pouco de resistência à "bicheza" e sempre se recusou a comer kefir simples, mas tudo o resto é devorado (e olha que até as quiches passaram a ser feitas com kefir, em substituição do leite e das natas).

    Eu acho que é um alimento com imenso potêncial e versatilidade, pode ser utilizado em quase tudo, desde pães, quiches, bolos, batidos, dips, etc. Enfim, a imaginação é o limite!

    ResponderEliminar
  11. Ficaram lindos e com pêra que delicia.
    boa semana
    bjs

    ResponderEliminar
  12. Olá Su :)
    Já tenho lido vários posts sobre kefir, gostava de experimentar. Quem sabe um dia também consigo ter o meu "bichinho" :)
    Agora o único "menino" que ando a alimentar é o isco! Para fazer pão! ;)
    As tuas fotos, mais uma vez, estão fantásticas e esses muffins devem ser uma delicia!!
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  13. Olá,

    Sendo o teu blog umas das referências que tenho à alimentação saudável, gostaria muito que me respondesses ao meu inquérito para um trabalho :)

    É aqui:

    http://mefrancesca.blogspot.pt/2013/02/precisava-assim-de-um-grande-favor.html

    para o inquérito sobre saúde/alimentação saudável que preciso urgentemente para um trabalho.

    É por uma boa causa. Pode ser?

    Mil Obrigadas!!!

    Obrigada

    ResponderEliminar
  14. Sempre a surpreender Su!
    Gostei da sugestão e o aspecto é magnífico.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. A pera por cima dos muffins e como a cereja no topo do bolo. Adorei esta tua versao que usa kefir.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Hum... que boa sugestão! É incrivel a quantidade de coisas que podemos fazer com o kefir. Apesar de perder as suas propriedades bióticas depois de cozinhado, é um fantástico substituto para o leite e natas :)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  17. Olá Su,
    também tomo kéfir todos os dias ao pequeno almoço. E tal como tu os meus homens fazem caretas ao ver-me a prepara-lo logo pela manhã. O meu marido até já me intimou que não quer beber nada "daquilo"! Não sabe o perde ;)
    Gostei da tua sugestão, parece-me maravilhosa.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Muito bom!!!
    Gostei do resultado com o kefir!!

    Bjocas

    ResponderEliminar
  19. Su,
    adorei os teus muffins feitos com o kefir!
    Que bom que conseguiste arranjar (o meu está mesmo a demorar a crescer, deve ser do frio!).
    As fotos estão super elegantes e suaves :)
    Um beijinho querida.

    ResponderEliminar
  20. A minha mãe durante muito tempo (e durante vários períodos intercalados) teve esse "bicho de fazer kefir" em casa. Ela bebia aquilo mas eu não consigo beber desse caseiro, é sugestão eu sei mas faz-me impressão ver o aspecto daquilo enquanto está a fermentar. Por isso beber kefir eu bebo mas é mesmo daquele tal do ECI. Eu não o misturo com nada, bebo assim simples como se fosse um iogurte liquido. Tenho apenas o cuidado de tentar bebê-lo por uma palhinha porque li uma vez que o ácido do kefir vao corroendo o esmalte dos dentes.

    ResponderEliminar
  21. Que lindos muffins Su! Adorei a sugestão, e ainda não experimentei fazer muffins de pêra, estes ficaram anotados :)

    ResponderEliminar
  22. Your work is truly inspiring! Loved it!

    ResponderEliminar

09 10