Panquecas de Buttermilk e Nozes Pecans... e os compromissos da maternidade

{scroll down for english version}

A maternidade é, sem dúvida, algo muito cómico.

Sim, foi isso mesmo que escrevi... cómico. Cómico porque é inquestionável a quantidade de situações em que damos por nós a rir-nos da nossa própria pessoa ante a disparidade daquilo que sempre afirmámos fazer ou não fazer e aquilo que na realidade fazemos e não fazemos.



Apercebemo-nos, logo na primeira semana de vida do bebé, que afinal colocá-lo a dormir na cama dos pais é uma hipótese não tão demoníaca assim. Afinal é só por uma noite {ou duas... ou três...} e nós temos tantooooo sonooooo...
E que bem que falam todos aqueles, do alto da sua sapiência, que ainda não são pais, não é verdade?!




A realidade é que ao longo do percurso que durará para toda a vida, vamos dando por nós a perceber que as coisas não são e nem podem ser lineares. Porque somos humanos e caímos em tentações, porque uma coisa são os filhos dos outros e outra muito distinta, são os nossos. E isso não nos torna piores pais ou pessoas.

A chave, como talvez para tudo na vida, é o compromisso daquilo que devemos e podemos fazer e o que não podemos, nem tão pouco devemos.



Dormiu uma semana na nossa cama, para recuperamos energias, mas comprometemo-nos a dormir algumas mal para que ele se habituasse a dormir sozinho... felizmente, para nós, isso foi o que bastou.

Comprometemo-nos em adaptar a nossa casa apenas no mínimo indispensável {o que para a mãe já foi um compromisso gigante}e, em troca, estarmos constantemente a vigiá-lo para que aprenda o que é o "Não!"



Comprometemo-nos a ceder, ocasionalmente, aos seus gritinhos que pedem comida de gente grande se nas demais refeições ele até come a sua comida como se quer.

Comprometemo-nos a ter os nossos momentos sem o pequeno terrorista mas a usufruir de todos aqueles com o nosso mais que tudo. 



E que momentos esses aqueles em que, num inicio de noite de sexta-feira, nos sentamos ao ar livre ao saborear umas deliciosas panquecas fofas, quentes e reconfortantes com o nosso petiz a iniciar-se, também ele, naqueles que são os nossos hábitos e rituais.
Porque nos comprometemos a ser seus pais ainda que, ocasionalmente, sejamos seus amigos e vassalos.


Ingredientes
  • 1 chávena de Farinha
  • 1/2 chávena de nozes pecans (ou nozes comuns)
  • 1 c. sopa de açucar amarelo
  • 1/2 c. chá de fermento em pó
  • 1 c. sopa de vinagre + restante para 1 chávena de leite magro
  • 1 ovo
  • 1 pitada de sal
Chocolate derretido
  • 1/2 tablete de chocolate negro de culinária 
  • 1 c. sopa de creme vegetal
  • 2 c. sopa de leite 
Preparação

1.  Colocar o vinagre e o leite numa chávena e deixar repousar cerca de 5 a 10 minutos para fazer o substituto de buttermilk.

2. Picar grosseiramente as nozes num processador e misturar com a farinha, o açucar, fermento e o sal.

3. Numa taça misturar bem o buttermilk e o ovo. Juntar à mistura da farinha e bater bem com uma vara de arames.

4. Numa frigideira anti aderente, em lume médio baixo, colocar uma concha de sopa da massa, rodar ligeiramente para formar um disco e deixar cozinhar até que comecem a surgir bolhinhas na superfície. Virar com o auxilio de uma espátula e/ou de um prato.

5. Colocar os ingredientes para o chocolate numa caçarola em lume médio baixo e deixar derreter, mexendo sempre.

6. Servir as panquecas com frutos vermelhos e, alternativamente, com o chocolate derretido.



 Bom apetite, Su


 Buttermilk, Pecan Pancakes... and the commitments of parenthood 


Maternity is, undoubtedly, something very funny.

Yap, that's exactly what I wrote... funny. Funny because there is an  unquestionable amount of situations in which we find ourselves laughing at ourselves before the disparity of what we have always said we would never do and what we actually do and don't.

We realize, in that very first week of our baby's life, that putting him to sleep at our bed by our side is, after all, an alternative not as diabolic as we once thought it was.  After all it's just for onde night {or two... or three...} and we are soooo tireddddd...

And how well do all of those yet-to-be-parents speak from the top of their wisdom, isn't it so?!

The plain reality is that, along the path that will forever last, we realize that things are not, nor can be linear. Because we are just humans e we do fall in temptations, because one thing is the other's kids and another, quite distinct, is our own. And that doesn't make us worst parents or persons. 

The key, as for everything in life, is the commitment between what we should and can do and what we can not, nor should ever do.

He slept in our bed for one week, so we could regain ennergy, but we committed ourselves to have a few hard nights so that he could get used to his own bed... happily, for us, that was what it took. 
We committed to adjust our home in the least possible {what, in fact, was a huge compromise for mommy} and, in return, we had to monitor him constantly do that he can learn what does a "No!" means.

We pledge to give in, occasionally, to his little squeals asking for grown up food if in the ramain meals he actually eats as he's suposed to.

We commit to have our own moments without the little pest, but to enjoy every single moment with our loved one.

And what great moments those wherein, on a friday night, we sit outside enjoying delicous pancakes, hot and comforting, as we introduce our child to our customs and rituals.

Because we commit to be parents even though, on occasion, we are just his friends and vassals.

Ingredientes
  • 1 cup of flour
  • 1/2 cup pecan nuts
  • 1 tblspoon brown sugar
  • 1/2 teaspoon baking powder
  • 1 tblspoon vinager + remain to 1 cup of skim milk
  • 1 egg
  • pinch of salt
Chocolate derretido
  • 1/2 tablet  dark chocolate
  • 1 tblspoon soya butter
  • 2 tblspoon milk
Preparação

1.  Place the milk and vinegar in a cup and let stand about 5 to 10 minutes to make the substitute for  buttermilk.

2. Chop the nuts coarsely in a food processor and mix with the flour, sugar, baking powder and salt.

3. In a bowl mix well the buttermilk and egg. Add to the flour mixture and beat well with a wire rod.

4. In a skillet anti-adherent, on low-medium heat, place a ladle of batter, turn slightly to form a disk and let cook until bubbles begin to appear on the surface. Flip with the aid of a spatula and / or a dish.

5. Put the ingredients for the chocolate in a saucepan over medium heat down and let melt, stirring constantly.

6. Serve the pancakes with berries and/or with the melted chocolate.




 Bom apetite, Su


20 comentários:

  1. Ser mãe ou pai é tudo isso. As panquecas têm um aspecto divinal. Já disse aqui, mas volto a repetir - adoro as tuas fotografias.

    ResponderEliminar
  2. Demoníaca é a visão da ultima fotografia!!! OMG, chocolate... só no próximo domingo! Panquecas, aceito mas apenas com a parte da fruta :)
    E concordo contigo, mas por acaso nunca fui muito de dizer desta água não beberei, é mais ao sabor da maré e ver como as coisas se desenrolam. Mas é verdade que é já perdi a conta a momentos como esses em que dou por mim a rir de mim própria :p
    Mas isto é que fica na memória!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. De facto a maternidade deve ter a sua parte bem cómica. Embora não tenha filhos (apesar de já ir a meio dos 35 anos) tenho muitos sobrinhos emprestados, um dos quais vai para minha casa quase todos os dias, nem que seja só por meia horinha. E nessa meia horinha somos tudo: tios, pais, amigos, escravos, professores, sempre em constante atenção, pois a casa não está preparada para um pequenino índio sempre a fazer tropelias.
    Acho que deve ser por isso que compreendo as tuas palavras, apesar de não viver a experiência a 100% :D

    Esta tua receita de panquecas é muito parecida com a minha básica, e deste-me a ideia de fazê-la com buttermilk. Logo há panquecas (isto porque o pequenino índio está de férias com os pais e nós temos um pouco mais de tempo para namorar)

    ResponderEliminar
  4. Estas tuas panquecas estão uma verdadeira tentação...
    Beijinhos
    Belinha
    Mundo das Receitas
    http://mundodasreceitas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Que belas fotografias!

    A nossa filha dormiu connosco durante muito tempo e sempre fomos criticados por isso. A verdade é que para nós era uma coisa normal, e quando a mudámos para a sua caminha não houve problemas.
    Acho que cada família se sabe gerir a si própria e não há regras, aliás conheço uma citação muito cómica sobre isso:

    "Antes, tinha 3 teorias sobre como criar filhos. Agora tenho 3 filhos e nenhuma teoria." É assim mesmo!

    ResponderEliminar
  6. Olá Su,
    Cómico sem duvida!
    Tão bom dormir na cama com os pais, desde que possa ser capaz de dormir na sua também!
    São anos maravilhosos os da infância de nossos filhos, temos a ilusão de que eles são tão "nossos", e são de facto!
    Aproveita cada instante, sem culpas e com as concessões que acharem razoáveis e aportem felicidade a todos. Os momentos felizes enchem-nos o coração de calor e trazem-no para os olhos.
    Uma panquecas deliciosas, com as nozes na massa, hei-de experimentar.
    Do post anterior, as tuas rugas são lindas, trazem para fora o que te vai dentro, milhões sorrisos oferecidos, acrescentam docura ao teu rosto, tão lindo!
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. É verdade. Até passarmos por elas temos todos muitas teorias, mas as crianças não são todas iguais e nós somos obrigados a adaptarmo-nos um pouco à sua personalidade e às corcunstâncias (e lá se vão as teorias). O importante acho que é saber ser flexivel no que se pode sem comprometer valores e segurança. De resto é ir mantendo a calma.

    ResponderEliminar
  8. Ler o teu blog dá uma vontade gigante de ser mãe :) Adoro tanto as tuas palavras como as tuas imagens e acabando nas tuas receitas :) Mas isso já te disse mil vezes... Aquela imagem do molho a cair está qualquer coisa de fantástico.. beijo

    ResponderEliminar
  9. Que lindas as panquecas! As fotos querem que as provemos e que possamos saborear assim, ao ar livre, em família. Nem tudo é linear na vida. E temos que saber rir-nos de nós próprios. Gosto de te ler :)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  10. ADORO E TAMBÉM GOSTO DE AS COMER COM FRUTOS SILVESTRES.
    ESTÃO LINDAS...
    BJ

    ResponderEliminar
  11. Questão muito prática querida: ando há meses à procura de buttermilk e ora não faz parte da gama da loja, ora está em ruptura. Onde é que costumas comprar?

    Quanto ao texto e à receita? Divinal as usual :)

    ResponderEliminar
  12. O que eu adoro vir cá e deliciar-me com tudo! Não sei se gosto mais das fotos, das receitas ou dos textos! Não consigo escolher, gosto de tudo :)

    ResponderEliminar
  13. olá su,
    estou rendida ás tuas fotografias e aos teus textos=)

    ResponderEliminar
  14. Olá Su,
    espreito sempre o teu blog, adoro as tuas receitas e adoro as fotos que publicas.
    Ainda não sou mãe, mas partilho da tua opinião. Somos todos os maiores em tudo, até ao dia que nos deparamos com certas dificuldades e aí temos de remediar caminho para poder ultrapassa-las.

    ResponderEliminar
  15. Olá Su,

    as panquecas ficaram irresistíveis.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  16. As fotos são maravilhosas e as panquecas também têm um aspecto maravilhos. Tive de me tornar seguidora ;)
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Incredibly delicious! I'm a big pancake fan so I'll certainly make those for my husband!

    ResponderEliminar
  18. These look so delicious! I would love to make these for breakfast sometime :)

    ResponderEliminar

09 10